terça-feira, 4 de abril de 2017

Mais uma bela invasão da juventude franciscana

rodeio_030417_2

“O coração de vocês, coração jovem, quer construir um mundo melhor. Os jovens nas estradas; são jovens que querem ser protagonistas da mudança” (Papa Francisco, JMJ Rio 2013).

Rodeio (SC) – A pequena cidade catarinense de Rodeio, que há mais de cem anos abriga o Noviciado Franciscano desta Província da Imaculada Conceição, amanheceu agitada na manhã deste sábado, 1º de abril. Mais de quinhentos e cinquenta jovens de diversas regiões do Sul e Sudeste do Brasil estavam na cidade para participar da 6ª edição da Caminhada Franciscana da Juventude (CFJ). Ainda não havia amanhecido e as baterias de fogos saudavam as caravanas de jovens que, aos poucos, chegavam e iam lotando o Salão da Paróquia São Francisco de Assis. O tempo fechado e uma fina garoa não assustaram os jovens que, ao chegarem, eram recebidos por uma animada equipe de acolhida e com um delicioso café da manhã.

Rodeio é uma cidade de imigrantes italianos, vindos principalmente da região de Trento, na Itália. Cantos e danças típicas aqueceram os jovens que, ansiosos, esperavam pelo momento de iniciar a caminhada. Frei Diego Melo e Frei Gabriel Dellandrea, animadores do Serviço Vocacional da Província, acolheram os jovens e passaram as instruções gerais para o andamento do evento. Norteou esta edição da CFJ o capítulo 19 do primeiro livro dos Reis que relata a ida do Profeta Elias para o Monte Horeb: “Eis que Ele vai passar…”. A ideia era proporcionar aos jovens uma experiência mística de silêncio através da caminhada, assim como fez Elias no deserto. Cada parada do percursoo seria um “oásis” não só para recuperar o fôlego, mas também abastecer-se espiritualmente.

Os tradicionais sinos do Noviciado marcaram o início da caminhada às 10 horas e anunciaram ao povo rodeense que estes eram dias históricos para a cidade de Rodeio. A fina garoa cessou para que os jovens caminhassem tranquilamente. No percurso pelas ruas do centro, muitos moradores acorriam às janelas e sacadas para acompanhar e saudar a multidão de jovens com coletes amarelos que embelezavam as ruas de sua cidade.

Seguindo o caminho para o Eremitério Beato Egídio de Assis, o primeiro oásis foi a Comunidade Terapêutica Beth Hayôtser, também conhecida como Casa do Oleiro, onde jovens ouviram testemunho do sr. José Alves, fundador e coordenador do projeto. Durante o momento de oração, muitos jovens se emocionaram ao rezarem pelos jovens que ali residiam e também por jovens conhecidos de suas cidades com problemas de dependência química.

Continuando a jornada pela montanha do Bairro do Ipiranga, os jovens conheceram uma das mais famosas atrações turísticas de Rodeio: o “Caminho dos Anjos”. Foram quase três quilômetros embelezados por inúmeras imagens de anjos, até chegar ao “Pícolo Paradiso”, o segundo oásis aos pés da imagem do Cristo Redentor. O sr. Paulo Notari, que idealizou esse monumento para expressar sua gratidão a Deus pela cura de uma enfermidade, falou emocionado aos jovens sobre esse pequeno paraíso que eles agora contemplavam. Por fim, todos foram surpreendidos por duas crianças que passaram pelos peregrinos tocando gaita e cantando uma música em louvor a Nossa Senhora. A caminhada continuou por mais alguns metros até a Capela Nossa Senhora de Lourdes do Bairro do Ipiranga. Membros da Comunidade esperavam alegremente os jovens com música e um delicioso almoço.

rodeio_030417_3

Após um momento de descanso, seguiu-se a parte mais íngreme da caminhada até o Eremitério Frei Egídio. Nem mesmo as dificuldades do trajeto foram capazes de desanimar os jovens que seguiam a passos firmes o caminho. Ao chegarem à entrada do Eremitério, foi feita a distribuição das camisetas que, nesta edição da CFJ, diferenciaram-se das outras por conterem um capuz que remete ao hábito franciscano. Nos portões desta casa de oração, os jovens foram divididos em quatro grupos para assim viverem mais intensamente a pequena experiência de serem eremitas. Um grande silêncio reinou nesta ermida sagrada e os mais de quinhentos jovens ocuparam essa construção de pedra em estilo medieval, e assim como Francisco de Assis e o Profeta Elias, puderam vivenciar o encontro com Deus no silêncio e na contemplação. Ao descerem para a comunidade do Ipiranga, uma procissão luminosa formou-se e todos rezaram o terço.

Na Igreja do Ipiranga vários ônibus transportaram os jovens para a Igreja Matriz. Todos foram então acolhidos por várias famílias da cidade para pernoitar. O descanso não foi longo, pois às 5 horas da manhã todos estavam na Comunidade do Ipiranga para o último dia da caminhada. Andando mais nove quilômetros, os jovens chegaram à Capela São Virgílio, no Bairro Rodeio 50, onde foram recebidos com uma grande bateria de fogos e um delicioso café. Deu a tônica desse oásis a peça teatral “O canto das Irias”, encenado pelos jovens de Balneário Camboriú, tendo como pano de fundo a mensagem: “Não há condição humana que não possa ser restaurada pelo amor”. Um carro de som passou a acompanhar a caminhada e, nesses trechos finais, os jovens animavam a cidade de Rodeio. Muitas pessoas da cidade juntavam-se aos caminhantes. O último oásis foi a Casa Mãe das Irmãs Catequistas Franciscanas, congregação religiosa fundada em Rodeio em 1915, onde elas puderam falar um pouco de seu carisma e a história da Congregação.

rodeio_030417_5

Faltava pouco para o final do percurso. Menos de um quilômetro para chegarem à Igreja Matriz São Francisco de Assis. Os sinos e os fogos saudavam os jovens que vinham pela rua principal da cidade. Ao meio-dia, a caminhada encerrou-se com a celebração da Santa Missa, presidida pelo animador provincial do SAV, Frei Diego Melo. A Igreja ficou lotada com tantos jovens e fiéis. Ponto alto da celebração foi o momento do lava-pés, em que os religiosos presentes lavaram os pés de todos os jovens, muitos dos quais, emocionados, não conseguiram conter as lágrimas. Após a proclamação do Evangelho do 5º Domingo da Quaresma, Frei Samuel Ferreira de Lima, mestre de noviços, fez um paralelo em sua homilia da caminhada que os jovens fizeram neste final de semana com a caminhada que tantos povos fazem sem destino, fugindo da guerra e das perseguições. Instigou também os jovens a saírem dos sepulcros impostos pela sociedade contemporânea: “Sejam jovens animados pelo amor de Deus que nos chama para uma vida nova”.

Como também frisou Frei Gabriel Dellandrea: “O caminho continua, todos prosseguimos renovados e reanimados pela força de Cristo Senhor da Vida.”

Ao final da celebração Frei Abel Schneider, com seus 95 anos, deixou uma mensagem de coragem e ânimo a todos os presentes: “Vocês receberam uma bandeira, carreguem-na como sinal de Cristo. Jovens, avante!”.

O noviço Frei Diego Martendal também teceu algumas palavras a respeito de como na CFJ de Teresópolis-Angelina em 2014, ele pôde sentir forte o chamado de Deus para a vida religiosa franciscana e convidou os presentes a abrirem seus corações para a voz de Deus.

rodeio_030417_6

Ao final da celebração, Frei Diego Melo agradeceu a toda a Comunidade Paroquial de Rodeio, na pessoa do Pároco Frei Pedro da Silva, por todo o empenho na preparação e execução deste evento histórico na cidade de Rodeio. Frei Pedro, emocionado, fez os agradecimentos em nome da Paróquia e foi ovacionado pela juventude. Logo em seguida, os jovens dirigiram-se para o Salão Paroquial onde provaram uma iguaria tradicional da Itália: a ‘lasagna’! Mais de 150 lasanhas foram preparadas com carinho pela comunidade paroquial para finalizar o evento em uma confraternização bem familiar. Como afirmou o jovem Willian Bressan, de Concórdia: “Esses eventos estão dando uma nova cara à Província da Imaculada a partir dos jovens de suas paróquias, parece uma grande família que se reúne para celebrar e caminhar juntos!” Terminado o almoço, os jovens começavam a despedir-se uns dos outros, já ansiosos para a Missão Franciscana da Juventude em Agudos-Bauru (SP), no próximo ano.

Esta sexta edição da CFJ em Rodeio foi marcada por surpresas e superações. A começar pelo número de inscritos que excedeu, e muito, as expectativas iniciais. A acolhida e integração do povo rodeense que abraçou desde o primeiro momento a realização deste evento, mesmo sabendo dos muitos desafios que teriam pela frente. Também o testemunho dos jovens que abraçam com entusiasmo esses eventos da Província dando um novo colorido franciscano à juventude de nossas paróquias.

Por fim, não poderíamos deixar de destacar a participação de jovens que superaram seus limites, como a jovem Michele, de Gaspar, que fez todo o trajeto apoiada em muletas; o jovem Alcinei, de Chopinzinho, portador de deficiência visual; e o jovem Cristian, de Concórdia, com sua dificuldade de locomoção. Ambos mostraram a todos a grande força e coragem da juventude que animada na fé segue sempre seu caminho a procura de Deus!

rodeio_030417_4

“A Igreja precisa de vocês, do entusiasmo, da criatividade e da alegria que lhes caracterizam! Um grande apóstolo do Brasil, o Bem-aventurado José de Anchieta, partiu em missão quando tinha apenas dezenove anos! Sabem qual é o melhor instrumento para evangelizar os jovens? Outro jovem! Este é o caminho a ser percorrido por vocês!” (Papa Francisco, JMJ Rio 2013)

Equipe de Comunicação: Texto: João Zechinato e Willian Cerqueira, noviços; Fotos:  Frei Roger Strapazzon,  Laís Costa,Frei Diego Martendal e Richard Ferrari.



 



Fonte: http://www.franciscanos.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário