quinta-feira, 20 de abril de 2017

FRANCISCANAS E FRANCISCANOS PELA MISERICÓRDIA COM A TERRA





22 de abril: Dia da Terra

23 de abril: Domingo da Misericórdia

Queridas irmãs, queridos irmãos,

A Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB), juntamente com a OFS e a Jufra do Brasil, em consonância com Campanha da Fraternidade 2017 organizada pela CNBB, convida a todos(as) irmãs e irmãos a participarem das celebrações de #MisericórdiaPelaTerra.

O Papa Francisco declarou recentemente o Cuidado da Criação como a 8ª Obra de Misericórdia. Neste ano, o Dia da Terra (22 de abril) e Domingo da Misericórdia (23 de abril) acontecerão no mesmo fim de semana. Estes dois temas, Terra e Misericórdia, são a essência da declaração ecológica mais importante do Papa Francisco em 2016, intitulada "Usemos de misericórdia para com a nossa casa comum" (1 set, 2016). No contexto do Ano da Misericórdia que a Igreja Católica celebrou em 2016, o Papa Francisco divulgou esta importante mensagem e consagrou o "Cuidado da nossa casa comum" como um ato oficial de misericórdia.

Nesse sentido nos juntaremos a toda comunidade global nesta celebração. Animem suas fraternidades para comprometerem-se nesta causa. Nós disponibilizamos um Exame de Consciência, uma Celebração Eucarística e um Encontro para Grupos.

Não se esqueça de registrar seu evento. Sua iniciativa poderá servir de exemplo para outros(as) irmãs e irmãos. Que São Francisco e Santa Clara nos inspirem a cuidarmos da nossa casa comum, na defesa da vida em toda sua integralidade.

--
Fraternalmente,

Mayara Ingrid Sousa Lima, OFS/JUFRA
Secretária do Conselho Nacional da OFS




22 E 23 DE ABRIL
DIA DA TERRA
DOMINGO DA MISERICÓRDIA
JUFRA DO BRASIL I ORDEM FRANCISCANA SECULAR I
CONFERÊNCIA DA FAMÍLIA FRANCISCANA DO BRASIL

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA
RITOS INICIAIS
Queridos irmãos e irmãs. Sejamos todos bem-vindos à celebração deste segundo domingo da páscoa. Hoje, no domingo da Divina Misericórdia, recordamos a mensagem do Papa Francisco "Usemos de Misericórdia para com a nossa Casa Comum", quando ele consagrou o cuidado pela criação como um ato de misericórdia.
Cheios de fé e confiança filial, participemos da celebração de Misericórdia pela Terra. Cantemos todos juntos:
CANTO DE ENTRADA
HINO OFICIAL DA CF 2017
Louvado seja, ó Senhor, pela mãe terra,
que nos acolhe, nos alegra e dá o pão
Queremos ser os teus parceiros na tarefa
de “cultivar o bem guardar a criação.”
Refrão:
Da Amazônia até os Pampas,
do Cerrado aos Manguezais,
chegue a ti o nosso canto
pela vida e pela paz (2x)
Vendo a riqueza dos biomas que criaste,
feliz disseste: tudo é belo, tudo é bom!
E pra cuidar a tua obra nos chamaste
a preservar e cultivar tão grande dom.
Por toda a costa do país espalhas vida;
São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal:
Negros e índios, camponeses: gente linda,
lutando juntos por um mundo mais igual.
Senhor, agora nos conduzes ao deserto
e, então nos falas, com carinho, ao coração,
pra nos mostrar que somos povos tão diversos,
mas um só Deus nos faz pulsar o coração.
Se contemplamos essa “mãe” com reverência,
não com olhares de ganância ou ambição,
o consumismo, o desperdício, a indiferença
se tornam luta, compromisso e proteção.
Que entre nós cresça uma nova ecologia,
onde a pessoa, a natureza, a vida, enfim,
possam cantar na mais perfeita sinfonia
ao Criador que faz da terra o seu jardim.
ACOLHIDA
Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Amém
O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja
convosco.
Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.
ATO PENITENCIAL
Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mistérios.
Senhor, tende misericórdia de nós.
Por todas as vezes que pecamos contra a criação, os pobres e as gerações futuras, rezemos ao senhor.
Senhor, tende misericórdia de nós.
Pela nossa contribuição, pequena ou grande, para a desfiguração e destruição do meio ambiente, rezemos
ao senhor.
Pelo nosso estilo de vida, induzido por uma cultura equivocada do bem-estar baseada em um desejo
desordenado de consumir mais do que realmente necessitamos, rezemos ao senhor.
Por participarmos e sermos coniventes com um sistema que impôs a lógica do lucro a todo o custo, sem pensar na exclusão social nem na destruição da natureza, rezemos ao senhor.
*Pode haver acréscimos da comunidade.
GLÓRIA
Glória a Deus nas alturas
é o canto das criaturas.
Rios e matas se alegrem,
teus povos por Ti esperam.
Paz para o povo sofrido,
é o grito dos oprimidos.
A terra mal repartida clama por Tua justiça.
Glória, glória, glória te damos Senhor.
Glória, glória, venha teu reino de amor!
Glória a Jesus, nosso guia,/ Filho da virgem Maria./
Veio por meio dos pobres,/ pra carregar nossas dores./
Filho do altíssimo Deus,/ por nós na cruz padeceu./
Venceu a morte e a dor, para nos dar força e vigor.
Glória ao Espírito Santo/ que nos consola no pranto./
Que orienta a igreja/ pra que do pobre ela seja./
Que deu coragem a Pedro / e aos outros seus
companheiros,/
que hoje junta esse povo a buscar um mundo novo.
ORAÇÃO DO DIA
Ó Deus dos pobres, ajudai-nos a resgatar os
abandonados e esquecidos desta terra, que valem
tanto aos vossos olhos.
Ó Deus de amor, mostrai-nos o nosso lugar neste
mundo como instrumentos do vosso carinho por
todos os seres desta terra. Ó Deus de misericórdia,
concedei-nos a graça de receber o vosso perdão e
transmitir a vossa misericórdia em toda a nossa casa
comum. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho na
unidade do Espírito Santo. Amém
LITURGIA DA PALAVRA
(Liturgia do domingo, 23 de abril)
Primeira Leitura (At 2, 42-47)
Salmo Responsorial (Sl 117-118)
Segunda Leitura1Pd 1, 3-9
ACLAMAÇÃO DO EVANGELHO
Evangelho Jo 20, 19-3
PROFISSÃO DE FÉ
Creio em Deus Pai todo poderoso, Criador do céu e da
Terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso
Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito
Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio
Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu à
mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia; subiu
aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todopoderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os
mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja
Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos
pecados, na ressureição da carne, na vida
eterna. Amém.
PRECES DA ASSEMBLEIA
Ao celebrarmos o domingo da Divina Misericórdia e domingo da Divina Misericórdia, e ao recordamos a mensagem do Papa Francisco
"Usemos de Misericórdia para com a nossa Casa Comum", unamo-nos em oração, suplicando em favor
da nossa casa comum, ouvindo tanto o “Grito da Terra e o Gritos dos Pobres”. Digamos juntos:
Atendei, Senhor, nossa prece confiante!
Para que a nossa comunidade assuma atitudes e comportamentos concretos mais respeitadores da
criação, dos pobres e das gerações futuras, nós vos pedimos.
Para que adotemos uma verdadeira conversão Ecológica, mudando nosso estilo de vida para uma
cultura de paz e respeito pela natureza, nós vos pedimos.
Para que, juntos, possamos refletir e colocar em prática todas as propostas da Campanha da Fraternidade deste ano, nós vos pedimos.
Pelo Papa Francisco, para que continue firme em sua missão profética, nos conduzindo na construção do
verdadeiro Reino de Deus, nós vos pedimos.
Orações espontâneas...
Façamos, juntos, a oração da CF 2017:
Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela Casa
Comum. Cresça, em nosso imenso Brasil, o desejo e o
empenho de cuidar mais e mais da vida das pessoas, e
da beleza e riqueza da criação, alimentando o sonho
do novo céu e da nova terra que prometestes. Amém!
LITURGIA EUCARÍSTICA
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS
Canto Ofertório (De mãos estendidas)
De mãos estendidas, ofertamos o que de graça
recebemos. (2x)
A natureza tão bela
Que é louvor, que é serviço,
O sol que ilumina as trevas transformando-as em luz.
O dia que nos traz o pão e a noite que nos dá repouso,
Ofertemos ao senhor o louvor da criação.
Nossa vida toda inteira ofertamos ao Senhor
Como prova de amizade, como prova de amor.
Com o vinho e com o pão ofertamos ao Senhor
Nossa vida toda inteira o louvor da criação.
Orai irmãos e irmãs...
Receba ó senhor por tuas mãos este sacrifício...
Ó Deus de bondade, concedei-nos, por este sacrifício,
que, pedindo perdão de nossos pecados, saibamos
perdoar a nossos semelhantes. Por Cristo nosso senhor,
Amém.
PREFÁCIO DA PÁSCOA I
ORAÇÃO EUCARÍSTICA III
PAI-NOSSO DOS MÁRTIRES
Pai nosso, dos pobres marginalizados
Pai nosso, dos mártires, dos torturados.
Teu nome é santificado naqueles que morrem
defendendo a vida,
Teu nome é glorificado, quando a justiça é nossa
medida
Teu reino é de liberdade, de fraternidade, paz e
comunhão
Maldita toda a violência que devora a vida pela
repressão.
O, o, o, o, O, o, o, o

Queremos fazer Tua vontade, és o verdadeiro Deus
libertador,
Não vamos seguir as doutrinas corrompidas pelo poder
opressor.
Pedimos-Te o pão da vida,
O pão da segurança,
O pão das multidões.
O pão que traz humanidade,
Que constrói o homem em vez de canhões
Perdoa-nos quando por medo ficamos calados diante
da morte,
Perdoa e destrói os reinos em que a corrupção é a lei
mais forte.
Protege-nos da crueldade,
Do esquadrão da morte,
Dos prevalecidos
Pai nosso revolucionário,
Parceiro dos pobres,
Deus dos oprimidos
Pai nosso, revolucionário,
Parceiro dos pobres,
Deus dos oprimidos
___________________________
Agora rezemos: Pai nosso...
Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai nos hoje a
vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos
sempre livres do pecado e protegidos de todos os
perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos
a vinda do Cristo salvador.
Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!
Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos apóstolos: "Eu
vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz". Não olheis
os nossos pecados, mas a fé que anima vossa lgreja;
dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a unidade.
Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.
Amém!
A paz do Senhor esteja sempre convosco. O amor de
Cristo nos uniu!
Cordeiro...
CANTO DE COMUNHÃO
VEJAM, EU ANDEI PELAS VILAS
Vejam: Eu andei pelas vilas, apontei as saídas como Pai
me pediu; Portas eu cheguei para abri-las, eu curei as
feridas como nunca se viu.
Por onde formos também nós que brilhe a tua luz
Fala, Senhor, na nossa voz, em nossa vida
Nosso caminho então conduz, queremos ser assim
Que o pão da vida nos revigore em nosso "sim"
Vejam: Fiz de novo a leitura das raízes da vida que meu
Pai vê melhor; Luzes acendi com brandura, para a
ovelha perdida não medi meu suor
Vejam: Procurei bem aqueles que ninguém procurava e
falei de meu Pai; Pobres, a esperança que é deles eu
não quis ver escrava de um poder que retrai
Vejam: Semeei consciência nos caminhos do povo, pois
o Pai quer assim; Tramas, enfrentei prepotência dos
que temem o novo, qual perigo sem fim
Vejam: Eu quebrei as algemas, levantei os caídos, do
meu Pai fui as mãos; Laços, recusei os esquemas, Eu
não quero oprimidos, quero um povo de irmãos
Vejam: Procurei ser bem claro; o meu reino é diverso,
não precisa de Rei; Tronos, outro jeito mais raro de
juntar os dispersos o meu Pai tem por lei
Vejam: Do meu Pai a vontade eu cumpri passo a passo,
foi pra isso que eu vim; Dores, enfrentei a maldade,
mesmo frente ao fracasso eu mantive meu "sim"
Vejam, fui além das fronteiras, espalhei boa-nova:
Todos filhos de Deus; Vida, não se deixe nas beiras,
quem quiser maior prova venha ser um dos meus
Por onde formos também nós que brilhe a tua luz
Fala, Senhor, na nossa voz, em nossa vida
Nosso caminho então conduz, queremos ser assim
Que o pão da vida nos revigore em nosso "sim"

DEPOIS DA COMUNHÃO
Ó Deus de eterna misericórdia, que reacendeis a fé do vosso povo na renovação da festa pascal, aumentai a
graça que nos destes. E fazei que compreendamos melhor o batismo que nos lavou, o espírito que nos deu
nova vida, e o sangue que nos redimiu. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho na unidade do Espírito
Santo. Amém.
RITOS FINAIS
*Compromissos da semana e outros avisos.
BÊNÇÃO FINAL (Bênção de São Francisco)
O Senhor Te abençoe e te guarde.
O Senhor Te mostre sua face e tenha misericórdia de ti.
O Senhor volva para ti seu rosto e te dê a Paz
O Senhor te abençoe, em nome do pai, do filho e do espirito santo.
Amém
CANTO FINAL
Onipotente e bom Senhor
A ti a honra, glória e louvor!
Todas as bênçãos de ti nos vêm
E todo o povo te diz: amém!
Louvado sejas nas criaturas
Primeiro o sol, lá nas alturas
Clareia o dia, grande esplendor
Radiante imagem de ti, Senhor
Louvado sejas pela irmã lua
No céu criaste, é obra tua
Pelas estrelas, claras e belas
Tu és a fonte do brilho delas
Louvado sejas pelo irmão vento
E pelas nuvens, o ar e o tempo
E pela chuva que cai no chão
Nos dá sustento, Deus da criação
Louvado sejas, meu bom Senhor
Pela irmã águia e seu valor
Preciosa e casta, humilde e boa
Se corre, um canto a ti entoa
Louvado sejas, ó, meu Senhor
pelo irmão fogo e seu calor
Clareia a noite robusto e forte
Belo e alegre, bendita sorte
Sejas louvado pela irmã terra
Mãe que sustenta e nos governa
Todos os frutos, nos da o pão
Com flores e ervas sorri o chão
Onipotente e bom Senhor
Louvado sejas, meu bom Senhor
Pelas pessoas que em teu amor
Perdoam e sofrem tribulação
Felicidade em ti encontrarão
Louvado sejas pela irmã morte
Que vem a todos, ao fraco e ao forte
Feliz aquele que te amar
A morte eterna não o matará
Bem aventurado quem guarda a paz
Pois o altíssimo o satisfaz
Vamos louvar e agradecer
Com humildade ao Senhor bendizer
www.jufrabrasil.org
www.ofs.org.br
www.cffb.org.br
www.misericordiapelaterra.org

22 E 23 DE ABRIL
DIA DA TERRA
DOMINGO DA MISERICÓRDIA

ENCONTRO PARA GRUPOS
PREPARAÇÃO DO ENCONTRO
Acolher fraternalmente os participantes. Organizar o espaço da reunião, em círculo, com a bíblia, vela, o cartaz da Campanha da Fraternidade 2017 e da #MisericórdiaPelaTerra. Incluir elementos que simbolizem a criação.
ANIMADOR(A): Queridos (as) irmãos e irmãs.
Sejamos todos bem-vindos ao nosso encontro. Hoje recordamos a mensagem do Papa Francisco "Usemos de Misericórdia para com a nossa Casa Comum", quando ele consagrou o cuidado pela criação como um ato de misericórdia. Na ocasião do Dia da Terra (22 de abril) e o Domingo da Misericórdia (23 de abril), nos juntamos a toda nossa fraternidade global na celebração de Misericórdia pela Terra. Cantemos todos juntos:
Onipotente e bom Senhor
A ti a honra, glória e louvor!
Todas as bênçãos de ti nos vêm
E todo o povo te diz: amém!
Louvado sejas nas criaturas
Primeiro o sol, lá nas alturas
Clareia o dia, grande esplendor
Radiante imagem de ti, Senhor
Louvado sejas pela irmã lua
No céu criaste, é obra tua
Pelas estrelas, claras e belas
Tu és a fonte do brilho delas
Louvado sejas pelo irmão vento
E pelas nuvens, o ar e o tempo
E pela chuva que cai no chão
Nos dá sustento, Deus da criação
Louvado sejas, meu bom Senhor
Pela irmã água e seu valor
Preciosa e casta, humilde e boa
Se corre, um canto a ti entoa
Louvado sejas, ó, meu Senhor
pelo irmão fogo e seu calor
Clareia a noite robusto e forte
Belo e alegre, bendita sorte
Sejas louvado pela irmã terra
Mãe que sustenta e nos governa
Todos os frutos, nos da o pão
Com flores e ervas sorri o chão
Louvado sejas, meu bom Senhor
Pelas pessoas que em teu amor
Perdoam e sofrem tribulação
Felicidade em ti encontrarão
Louvado sejas pela irmã morte
Que vem a todos, ao fraco e ao forte
Feliz aquele que te amar
A morte eterna não o matará
Bem-aventurado quem guarda a paz
Pois o altíssimo o satisfaz
Vamos louvar e agradecer
Com humildade ao Senhor bendizer
ANIMADOR(A): A Bíblia começa descrevendo de maneira poética e simbólica a obra magnifica da Criação. O primeiro capitulo do Livro do Genesis foi escrito a partir da experiência do exilio do povo na Babilônia. Longe de sua terra santa e de seu templo, o povo percebeu que não estava distante de Deus, porque tudo em volta (o céu e a terra, a natureza, as pessoas) era obra desse Criador amoroso e universal.
Hoje, diante diversidade da criação visível nos biomas brasileiros, também nos sentimos envolvidos pela sabedoria do Criador.
LEITURA DE GENESIS 1-2,4
(POR PARTES)
Leitor (a) 1: Gn. 1, 1-5: o dia e a noite
Todos: oferecemos ao Senhor cada dia e cada noite,
para serem vividos a serviço do seu projeto de vida e
em agradecimento pela criação.
Leitor (a) 2: Gn 1, 6-8: o céu e as águas
Todos: o céu e as águas nos garantem a vida. Cuidemos
do nosso ar, dos nossos rios e mares, presentes
preciosos de Deus.
Leitor (a) 3: Gn 1, 9-13: a terra, o mar e os vegetais
Todos: Terra, mares e plantas precisam de cuidado.
São fontes vida a serem preservadas com
perseverança, sabedoria e alegria.
Leitor (a) 4: Gn 1,14-19: o sol, a lua e as estrelas
Todos: O firmamento nos faz pensar profundamente
no mistério e na magnificência da criação. Somos parte
de um universo que ultrapassa o que conseguimos
perceber. Mas no meio dessa imensidão temos um
Criador que se importa conosco, nos valoriza e quer
que tenhamos uma vida digna.
Leitor (a) 5: Gn 1, 20-23: os animais do ar e das águas
Todos: Aves e seres das águas, na sua variedade, falam
também da grandeza dessa criação, de que somos
chamados a cuidar, para que o conjunto da vida
continue fazendo do nosso planeta uma casa em
harmonia com o projeto de Deus.
Leitor (a) 6: Gn 1,24-31: os animais da terra e o ser
humano
Todos: Somos a culminância da Criação. Dominar ai
significa administrar, cuidar, não se servir da criação de
forma egoísta e irresponsável. A cada dia, Deus viu que
era bom o que havia criado. Agora, com a criação
completa, viu que tudo era "muito" bom.
Leitor (a) 7: Gn 2,1-4: um dia abençoado de descanso
Todos: Sete na Bíblia é numero simbólico que indica
perfeição, plenitude, totalidade. A Criação se completa
com um dia de descanso dedicado a Deus, para nunca
nos esquecermos desse amor que nos oferece tanta
riqueza e nos pede responsabilidade diante do que
recebemos.
CAMINHOS
ANIMADOR(A): Diante da Criação, temos um dever de gratidão a Deus que nos deu a vida e o
mundo, um chamado de solidariedade para com o próximo que tem direito a tudo que Deus quis nos
oferecer e uma responsabilidade de não deixar estragar o presente inestimável que recebemos na
totalidade da criação. Que atitudes concretas podemos ter diante disso?

Dividir os participantes em grupos. Provocar a discussão de ações concretas a nível pessoal, 
comunitário, social e político. Realizar a partilha de cada grupo. Abrir novamente para discussão e
acréscimos.

ORAÇÃO FINAL
Deus, nosso Pai e Senhor,
nós vos louvamos e bendizemos,
por vossa infinita bondade.
Criastes o universo com sabedoria
e o entregastes em nossas frágeis mãos
para que dele cuidemos com carinho e amor.
Ajudai-nos a ser responsáveis e zelosos pela Casa
Comum. Cresça, em nosso imenso Brasil, o desejo e o
empenho de cuidar mais e mais da vida das pessoas, e
da beleza e riqueza da criação, alimentando o sonho
do novo céu e da nova terra que prometestes. Amém!
CANTO FINAL
HINO OFICIAL DA CF 2017
Louvado seja, ó Senhor, pela mãe terra,
que nos acolhe, nos alegra e dá o pão
Queremos ser os teus parceiros na tarefa
de “cultivar o bem guardar a criação.”
Refrão:
Da Amazônia até os Pampas,
do Cerrado aos Manguezais,
chegue a ti o nosso canto
pela vida e pela paz (2x)
Vendo a riqueza dos biomas que criaste,
feliz disseste: tudo é belo, tudo é bom!
E pra cuidar a tua obra nos chamaste
a preservar e cultivar tão grande dom.
Por toda a costa do país espalhas vida;
São muitos rostos – da Caatinga ao Pantanal:
Negros e índios, camponeses: gente linda,
lutando juntos por um mundo mais igual.
Senhor, agora nos conduzes ao deserto
e, então nos falas, com carinho, ao coração,
pra nos mostrar que somos povos tão diversos,
mas um só Deus nos faz pulsar o coração.
Se contemplamos essa “mãe” com reverência,
não com olhares de ganância ou ambição,
o consumismo, o desperdício, a indiferença
se tornam luta, compromisso e proteção.
Que entre nós cresça uma nova ecologia,
onde a pessoa, a natureza, a vida, enfim,
possam cantar na mais perfeita sinfonia
ao Criador que faz da terra o seu jardim.

www.jufrabrasil.org
www.ofs.org.br
www.cffb.org.br
www.misericordiapelaterra.org


Exame de Consciência

Na mensagem "Usemos de misericórdia para com a nossa casa comum" (1 de set, 2016), o
Papa Francisco nos lembra que um dos primeiros passos para integrar o amor e o cuidado com
a criação como parte de nossa fé cristã é conduzindo um exame de consciência. Oferecemos
este Exame de Misericórdia pela Terra baseado na mensagem do Papa para ajudá-lo neste
processo. Este material é modelado após o exame de consciência desenvolvido por Santo
Inácio de Loyola. Convidamos você a usá-lo durante a Quaresma, como forma de aprofundar
sua vocação como "protetor da obra de Deus" ou antes de ir ao sacramento da confissão.


Este Exame de Misericórdia pela Terra tem 6 passos:

1. Descanso na presença de Deus.


2. Graças pela criação e criaturas de Deus


3. Reflexão sobre as formas que você tem ouvido "o grito da terra e o grito dos pobres".


4. Pedido de perdão pelas maneiras pelas quais você se esqueceu de cuidar da criação e
das criaturas de Deus.


5. Se redimir, comprometendo-se com formas concretas de mostrar misericórdia pela
criação e pelo próximo.


6. Oração Final


1. Descanso na presença de Deus.


"A este Pai, cheio de misericórdia e bondade, que aguarda o regresso de cada um dos seus
filhos, podemos dirigir-nos reconhecendo os nossos pecados para com a criação, os pobres e
as gerações futuras."
Antes de começar, tome um momento para lembrar que você está na presença de nosso
Amoroso Criador. Feche os olhos, respire profundamente e ofereça uma oração pela graça de
ouvir profundamente a palavra de Deus dentro de você.


2. Graças pela criação e criaturas de Deus


O primeiro passo… implica "gratidão e gratuidade, ou seja, um reconhecimento do mundo
como dom recebido do amor do Pai."


● Agradeça as muitas maneiras pelas quais Deus o abençoou através da criação. Isso
pode incluir o que você comeu no café da manhã, a água que você bebe ... também
pode ser uma árvore favorita, os sons dos pássaros ou um lugar na natureza que é
especial para você.


● Dê graças pelas pessoas, do passado e do presente, que contribuem na construção de
sua vida. Você pode pensar nas pessoas que te ajudam no seu dia a dia, seus
professores, as pessoas que cultivam seu alimento, fazem suas roupas e os inúmeros
outros. O Papa Francisco nos convida a "termos a consciência amorosa de que não
estamos desligados do resto das criaturas, mas unidos numa esplêndida comunhão
universal". Nossas vidas estão interligadas e interdependentes a tantas outras pessoas!


3. Reflexão sobre as formas que você tem ouvido "o grito da terra e o grito dos pobres".


"Na medida em que causamos pequenos danos ecológicos," somos chamados a reconhecer "a
nossa contribuição, pequena ou grande, para a desfiguração e destruição do ambiente."[9]


Dedique um tempo para refletir sobre as seguintes perguntas que o Papa Francisco nos faz em
sua mensagem:


● Estou consciente do "grito da terra e do grito dos pobres?" Estou consciente de como o
mundo natural, as plantas e os animais estão sofrendo? Dedico meu tempo para aprender sobre as realidades sociais e econômicas enfrentadas por tantos ao redor do mundo?


● De quais maneiras tenho me esforçado para cuidar da criação e de suas criaturas?
Quanto tempo tenho dedicado a isso?


● Como está o meu consumo e desperdício? Eu tenho consumido mais que o necessário?


● Como posso ajudar a "reparar a intolerância religiosa do passado e do presente", bem como a injustiça contra pessoas de outras religiões, "mulheres, povos indígenas, imigrantes e pobres e não nascituros"?


4. Peça perdão pelas vezes que você deixou de cuidar da criação e das criaturas de Deus.


"Depois de um sério exame de consciência e habitados por tal arrependimento, podemos
confessar os nossos pecados contra o Criador, contra a criação, contra os nossos irmãos e
irmãs". Entregue a Deus as vezes que você deixou de cuidar da nossa casa comum e peça
perdão. Se desejar, você pode trazer algumas de suas reflexões para o sacramento da
reconciliação, um "lugar onde a verdade nos torna livres para um encontro."


5. Se redimir


"O exame de consciência, o arrependimento e a confissão ao Pai, rico em misericórdia, levamnos a um propósito firme de mudar de vida. Isto deve traduzir-se em atitudes e comportamento
concretos mais respeitadores da criação."


Agradeça a Deus pela graça em saber como você é convidado a cuidar melhor da criação, dos
pobres e das gerações futuras. Em sua mensagem, o Papa Francisco oferece a seguinte
orientação, 


Como obra de misericórdia espiritual, o cuidado da casa comum requer "simples gestos
quotidianos, pelos quais quebramos a lógica da violência, da exploração, do egoísmo" e se
manifesta o amor "em todas as ações que procuram construir um mundo melhor…Uma única
pergunta pode manter nossos olhos fixos em um objetivo comum: Que tipo de mundo
queremos deixar a quem vai suceder-nos, às crianças e as gerações futuras?


Que mudanças você pode fazer em sua vida pessoal ou em sua comunidade para cuidar
melhor da nossa casa comum e das pessoas que nela habitam? Você pode considerar rever as
sugestões em nosso guia de #MisericórdiaPelaTerra. (Veja mais em misericordiapelaterra.org)


6. Oração Final


Conclua seu exame dando graças pelo amor misericordioso que você recebeu durante este
tempo. Em seguida faça a oração final da mensagem do Papa:


Ó Deus dos pobres,
ajudai-nos a resgatar os abandonados
e esquecidos desta terra
que valem tanto aos vossos olhos...
Ó Deus de amor, mostrai-nos o nosso lugar neste mundo
como instrumentos do vosso carinho por todos os seres desta terra
Ó Deus de misericórdia, concedei-nos a graça de receber o vosso perdão
e transmitir a vossa misericórdia em toda a nossa casa comum.
Louvado sejais.
Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário