sexta-feira, 26 de julho de 2013

Peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida - Santa Missa com o Papa Francisco

Aconteceu nos dias 23 e 24/07/13 nossa visita e peregrinação (mesmo que com número pequeno) ao Santuário Nacional de Aparecida para participarmos da Santa Eucaristia presidida pelo Papa Francisco.
Saímos ao final do dia 23 num clima de alegria e entusiasmo em missão rumo a Cidade de Taubaté/SP  para pernoitar na residência dos irmãos (Milton e Valéria) que nos acolheram com muito carinho e hospitalidade.  Antes saboreamos um delicioso churrasco e bolo na casa do irmão do Milton que estava festejando o aniversário em família.
O apartamento ficou pequeno. Mas parecia coração de mãe. Vivenciamos a oração, a alegria e a fraternidade que dão sustento á vocação franciscana. Tudo era festa!  A festa do encontro!
No dia 24 bem cedo partimos em direção à Aparecida.  A alegria e a expectativa tomavam conta de nossos corações.
Fazia muito frio e chuva fina o dia todo. Mas apesar de tudo isso, a cidade estava cheia, alegre com muitos fiéis que aguardavam ansiosos a chegada do Santo Padre.
Participamos da Santa Eucaristia no pátio, fora da Igreja. Quando ao final da missa ele passou entre nós, sentimos uma alegria muito grande, demos muitos vivas, aplausos, sorrisos ao sentir nosso Pastor passar no meio do seu rebanho.
Rezamos em Ação de graças por tantas graças e benefícios que recebemos diariamente das mãos de Nosso Deus!
Rezamos como Fraternidade pelas grandes dificuldades pelas quais está passando a VOT.
Rezamos por cada um de nossos irmãos e irmãs da OFS e Jufra.
Rezamos para que possamos ser cada vez mais irmãos entre os irmãos!

Foi um dia de muitas bênçãos e graças! Foi a festa da Fraternidade!
            
Deus seja louvado!
Maria Nascimento
 






terça-feira, 23 de julho de 2013

Papa Francisco chega ao Brasil


O avião da Alitalia com o Papa Francisco pousou às 15h45 no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro - Antônio Carlos Jobim, o Galeão. A presidente Dilma Rousseff aguardava Francisco na Base Aérea do Galeão, onde ela desembarcou pouco depois das 15h20. Francisco desembarcou pela porta de trás do avião e foi recebido por Dilma e duas crianças com flores.

 





Em seguida, percorreu um trajeto, acompanhado por uma multidão de pessoas até o Palácio da Guanabara, onde ambos discursaram.






Antes, a presidente Dilma Rousseff deu boas-vindas ao Papa. “É uma honra redobrada em se tratando do primeiro Papa latino-americano”, disse. “O Brasil e seus mais de 50 milhões de jovens acolhem de braços abertos os peregrinos de dezenas de países que vieram para essa grande celebração."






"Cristo bota fé nos jovens. E também os jovens botam fé em Cristo", afirmou o Papa. "Obrigado pelo seu generoso acolhimento (...). Vim para a JMJ para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo atraídos pelos braços abertos pelo Cristo Redentor. Estes jovens vêm de diversos continentes, falam línguas diferentes, são portadores de variadas culturas e, todavia, em Cristo encontram as respostas para suas mais altas e comuns aspirações e podem saciar a fome de verdade límpida e de amor autêntico que os irmanem para além de toda diversidade", afirmou.

"Cristo abre espaço para eles [jovens], pois sabe que energia alguma pode ser mais potente daquela que se desprende do coração dos jovens", disse o Papa. "Atenção, a juventude é a janela pela qual o futuro entra no mundo (...), por isso nos impõe grandes desafios. A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando lhes souber abrir espaço."

O Papa disse também que o Brasil possui "profundos sentimentos de fé". "Venho para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração", disse. "Aprendi que para ter acesso ao povo brasileiro é preciso ingressar pela porta de seu imenso coração. Permitam-se que nessa hora eu possa bater delicadamente a essa porta", disse.

"Por isso, peço licença para entrar e transcorrer essa semana com vocês. Não tenho nem ouro nem prata, mas tenho algo de mais precioso que me foi dado: Jesus Cristo", afirmou o Papa Francisco.
 
 

Encontro da Fraternidade


No dia 21 de julho de 2013 (3º domingo), após a participação na Santa Eucaristia às 9 horas no Santuário São Francisco, tomamos nosso costumeiro café fraterno. E em nossa sala de reuniões aconteceu a Assembleia Geral Extraordinária. Contando com 51 irmãos professos, tudo transcorreu na paz e caridade fraterna. A sala ficou cheia e pequena, com irmãos do lado de fora. Agradeço a todos que atenderam a Convocação e estiveram presentes a esse momento importante de nossa vida em Fraternidade. Deus seja louvado!

Logo na chegada ao recinto, os irmãos encontraram o local decorado com verde e amarelo, estampa de nosso Santo Padre, o Papa Francisco, a imagem de Nossa Senhora Aparecida, bandeira do Brasil e estampa da JMJ. Fizemos um momento especial de orações e com muita alegria e júbilo cantamos numa só voz um canto preparado com muito carinho pelo irmão Edmilson para homenagear o Papa Francisco.

Rezemos pelo Papa Francisco que vem em nossas terras brasileiras para estar com a Juventude na Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, num momento difícil com tantas manifestações e que infelizmente, algumas acabaram em violências e depredações.

Rezemos para que sua presença alegre, humilde e de coração franciscano, transcorra na paz e em segurança e repleta de muitas bênçãos e graças ao povo brasileiro e à Igreja de Jesus Cristo. Ousamos dizer: Papa Francisco, restaura a Igreja de Jesus Cristo!

A seguir tivemos a formação preparada com muito zelo pelo Irmão Ivo Gonçalves, sobre São Boaventura.

Por tudo Deus seja louvado!
Maria Nascimento

 
 
 
 
 

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Retiro dos Membros do Conselho


Aconteceu nos dias 13 e 14/07/13 o Retiro dos membros do Conselho da Fraternidade das Chagas no Mosteiro da Transfiguração dos monges beneditinos Camaldolenses, em Mogi das Cruzes/SP. Tudo transcorreu na paz e na alegria da fraternidade. Rezamos juntos com os monges as Horas Canônicas. Que bênção! Contamos com a presença de nosso Assistente Espiritual Frei Gustavo Medella, OFM.  Que emocionante os momentos de orações na capela, nas reflexões diante do Crucifixo.  Frei Gustavo nos levou a refletir nossa caminhada de Conselheiros na vida em fraternidade, nos ensinamentos deixados por Francisco, no acolhimento ao irmão, em sentir a vida em fraternidade como um dom de Deus. E assim íamos colocando nossa caminhada, nossas experiências, nossos anseios para uma fraternidade de irmãos cada vez mais conforme á vontade de Deus. Rezamos aos pés de Nossa Senhora em meio à natureza, cantamos, louvamos a Deus pelas maravilhas da criação, vivenciamos a partilha, a confraternização, o amor. Colocamos nos braços de Maria o Capítulo Eletivo de nosso Regional. Nossa Fraternidade passa por muitas dificuldades. Mas não podemos descuidar da vida de oração. Deus é o centro de tudo! Foi como estar no Monte Tabor! Depois descemos a planície... para viver o dia a dia de nossa caminhada, no serviço generoso e amoroso em servir aos irmãos... na vida em Fraternidade que exige comprometimento, amor e dedicação!

Por tudo Deus seja louvado!


Maria Nascimento













segunda-feira, 15 de julho de 2013

São Boaventura 15 de julho


São Boaventura O.F.M. (1221 - 1274) foi um filósofo e teólogo escolástico medieval nascido do século XIII. Pertenceu à Ordem dos Frades Menores e foi cardeal de Albano. Boaventura foi ainda canonizado em 1482 e declarado Doutor da Igreja em 1588 com o título de Doutor Seráfico (Doctor Seraphicus), nasceu em Bagnoregio, no centro da Itália, em 1221, com o nome de Giovanni Fidanza. Como ele mesmo afirma em seus escritos, foi curado de uma grave doença quando criança através de uma oração feita a Francisco de Assis, falecido quando Boaventura tinha nove anos de idade. Ao contrário do que dizem certas lendas, considera-se improvável que ele e São Francisco tenham se encontrado pessoalmente.
Viajou à França e entrou na Universidade de Paris (Sorbona) em 1235, estudando as artes liberais sob a direção de Alexandre de Harles - seu grande mentor em Paris - e João de la Rochelle. Em 1243 ou 1244 entrou na Ordem Franciscana, e a partir de 1248 foi professor na escola franciscana de Paris, comentando a Bíblia e os quatro livros das Sentenças de Pedro Lombardo. Em 1257 foi eleito ministro-geral dos franciscanos. Nos seus 17 anos no cargo, Boaventura adotou uma posição moderada entre aqueles que queriam um apego estrito à simplicidade pregada por São Francisco e os que queriam a modernização da ordem.
Em 1273, foi nomeado Cardeal de Albano pelo Papa Gregório X, participando ativamente nas preparações para o Segundo Concílio de Lyon (1274). Boaventura faleceu durante o concílio, sendo enterrado na Igreja Franciscana de Lyon em uma grande cerimônia. Duzentos anos depois foi canonizado pelo Papa Sixto IV em 14 de abril de 1482 e, posteriormente, declarado Doutor da Igreja pelo Papa Sixto V em 1588 com o título de Doutor Seráfico.

Obra

A obra de Boaventura é extensa e compreende ensaios escolásticos, escritos espirituais, conferências e outros escritos menores. Também escreveu duas biografias de São Francisco.
Seus ensaios espirituais foram escritos a partir de 1257, após ter sido eleito ministro-geral da ordem franciscana. Data deste período a Itinerário da alma a Deus (Itinerarium mentis in Deum), uma de suas mais famosas obras, em que descreve seis estágios para que a alma chegue a Deus, utilizando Francisco de Assis como modelo de inspiração. Também desta época datam os tratados A árvore da vida (Lignum vitae) e A via tripla (De tripici via). Em 1260, o Capítulo (reunião) geral dos franciscanos de Narbona encomendou-lhe uma biografia oficial de São Francisco (Legenda maior); Boaventura também escreveu uma biografia mais curta do fundador da ordem (Legenda minor) para uso litúrgico.

Influência


A obra de Boaventura exerceu muita influência teológica e filosófica entre os franciscanos do século XIII até a época de João Duns Escoto (1266-1308). No século XVI, a obra de Boaventura foi alvo de um renovado interesse, particularmente pela Ordem dos Capuchinhos.

domingo, 14 de julho de 2013

Encontro Distrital

Aconteceu no dia 07/07/13 o Encontro distrital na Fraternidade Santo Antonio do Embaré, em Santos. Com mais de 180 participantes entre irmãos da OFS, Jufra, 01 irmã religiosa e Frades da OFM e Conventual. Tudo transcorreu na paz e na fraternidade, bem alegre e dinâmico. Nossa fraternidade compareceu em 32 irmãos da OFS e Jufra. Fiquei muito feliz! Faz tanto tempo que não alugávamos um ônibus para levar os irmãos para encontros da OFS. Estamos realizando grandes conquistas, a cada novo dia.

Os temas tratados sobre o Ano da Fé foram enfocados de maneira simples e com a participação da assembleia em levantar pontos marcantes em nossa caminhada.

Na Santa Eucaristia no momento de ação de graças, Frei Alvaci, OFM conduziu o Rito de Envio de 15 jufristas para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Foi bem emocionante.

O almoço servido com fartura nos impulsionou a fazer caminhada na praia, tomar sorvete, beber água de coco e louvar ao nosso Deus pelas belezas de sua criação.

Agradecemos aos irmãos e irmãs da Fraternidade anfitriã pelo acolhimento alegre, serviçal em prol dos irmãos.

Por tudo Deus seja louvado!

Maria Nascimento